Poemas e poesias

 

09
Fev 10

Quero chorar

Mas os homens não choram

Estou em conflito

Será que consigo segurar-me?

Será que consigo esconder as minhas emoções?

Vou pensar em outra coisa

Talvez assim consiga atingir os meus objectivos

O carro em que viajamos dá uma curva mais apertada

Eu presto atenção em tudo

Subimos o monte

A paisagem está diferente

Mais casas, as ruas já não têm o aspecto que me recordo

Mas o monte é-me familiar

Já conseguimos ver o vale lá em baixo

E o azul que se depara á nossa frente

Esse sim, é-me extremamente familiar.

O mar! Volto a ver o mar!

Os primeiros minutos de liberdade

Após 30 anos de cárcere, volto a ver o mar

Não consegui reter uma lágrima

Que rolou pela minha face e deixou o seu sabor salgado na minha boca

Tão salgada como o mar à minha frente

 

Ricardo Franco

publicado por Odracir às 11:00


MusicPlaylistRingtones

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


arquivos
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.