Poemas e poesias

 

08
Ago 08

 


Outra vez

Ah! Se eu pudesse congelar o tempo
Eu não estaria a falar agora em saudade
Ah! Se eu tivesse todas as chaves do mundo
Fatalmente teria trancado a porta
E não estaria agora a chorar a tua partida.
Pois, partiste e nem pensaste em mim
Que fiquei aqui, sozinho, como sempre
Estiveste em todos os momentos de minha vida.
Ah! Se eu pudesse ler pensamentos
Com certeza eu saberia agora o que te levou a partir
Mas, não sei se entenderia os teus motivos
E se os entendesse com certeza
Eu não estaria nem um pouco feliz.
Eu nem preciso adivinhar o futuro
Para saber que estou perdido
E que a minha vida caminha de mal a pior
Sei que o esquecimento é longo
Até esse dia chegar vou sofrer muito
Mas, a vida esta aí e se apresenta pra mim
Eu nem preciso ser metereologista
Para saber que vem chuva grossa
E que a tempestade esta a caminho.
Ah! Mesmo se eu pudesse nascer outra vez
De nada adiantaria, pois a minha vida esta marcada
E eu caminharia outra vez pela mesma estrada.
Mesmo se eu fosse Adão e tu a minha Eva
A Serpente estaria no nosso caminho
De que adiantaria o Paraíso?
Ah! Se eu fosse Deus e não te expulsasse
Como não me castigar pelo meu maior pecado
Que foi amar-te incondicionalmente
E colocar-te acima de todas as coisas.
Ah! Se eu pudesse ser o David Copperfield
E trazer-te para mim num passe de mágica
Mas depois do espectáculo teria que explicar o truque
E todos veriam tratar-se de uma farsa
Transformar-te-ias numa pombinha
E sozinha voarias pra imensidão
E eu a decepção....
Outra vez....

 

Edson Satler


 

publicado por Odracir às 20:00


MusicPlaylistRingtones

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
23

24
27
28
29
30

31


arquivos
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.