Poemas e poesias

 

06
Ago 08

 


Kama sutra,
lanternas
e velas.

Incensos
e sedas
e telas.

Lençóis macios
de cetim.

Nada!

O prazer mora
em mim.

Em nós.

Toque,
carícia,
umidade,
delícia.

O corpo templo
que se exala lento...

Num suspiro
que se eleva

para além do infinito.

De prazer explícito.

Enquanto o mundo gira,

o prazer transforma.

Estático movimento.

Gozo e tormento

de saber finito.

Tão veloz...

Parte num gemido

e nos deixa

a sós.

 

Sônia (Anja Azul)


 

publicado por Odracir às 21:33


MusicPlaylistRingtones

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
23

24
27
28
29
30

31


arquivos
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.