Poemas e poesias

 

18
Fev 10

Olho para baixo

Não vejo nada

Não porque nada se possa ver

Mas simplesmente porque os meus olhos nada captam

O meu corpo está ali

Mas estou a quilómetros de distância

Juntam-se pessoas em baixo

Não as vejo mas oiço

A ideia que me levou ali não me sai da cabeça

Avanço....Desisto

Atiro-me no vazio e acabo com esta peça

Penso

O que é que tenho

Uma mulher que me engana

Uns filhos que me ignoram

Se eu desaparecer nem sintiram a minha falta

Até já tratei do veículo que me conduzirá À minha última morada

Com medo de ficar em terra sem boleia para me levar

Pensei que fosse mais fácil

Acabar com tudo

É como o Armstrong

Um pequeno passo para mim

E se calhar um grande passo para a humanidade

Pois ver-se-ia livre de mim

Fiz uma piada

Neste momento de angústia fiz uma piada

O meu sentido de humor não me abandonou

Avanço ou recuo?

E como é que vou resolver este dilema?

As mãos estão húmidas

Os pés encharcados

Apesar de ser Dezembro estou a suar as estopinhas

Vou avançar

Estou farto

Abandono o meu apoio

Estou a voar

O chão cada vez mais perto

Fecho os olhos

Não oiço mais nada

Não vejo mais nada

Adeus

 

Ricardo Franco

publicado por Odracir às 23:03

16
Fev 10

Desejo

Luxúria

Pecado

Prazer

Tremor

Erecção

Espasmos

Suor

Dor

Penetração

Domínio

Beijo

Ternura

Excitação

Posse

Chupar

Lamber

Felatio

Cunilingus

Consolo

Trio

Ejaculação

Orgasmo

publicado por Odracir às 18:00

Está na hora

Corro para a parede de vidro

Todos os dias é a mesma rotina

Passa sempre a esta hora

E lá estou eu religiosamente para a ver

Será que sabe que a vejo

A pausa para o café

Já se tornou um hábito

Ainda dizem que os anjos não andam na Terra

Observo a mulher

Que tem preenchido as minhas fantasias

Que me tem feito suspirar

Quando terei coragem para meter conversa

Ela nem trabalha no meu edifício!

Mas quem gosta corre atrás

Já a segui

E reparei que almoça sózinha

Namorado acho que não tem

Tenho de ganhar coragem

O máximo que posso levar é uma nega

Quem não arrisca não petisca

Vou meter-me no elevador

E seja o que Deus quiser

Olá

Não. Oi, tudo bem?

Também não me parece.

Costuma vir sempre aqui?

Acho que já nos conhecemos.

Estou mesmo enferrujado

As minhas deixas de engate estão mais que batidas

Vai sair ou vai descer em outro andar?

Como?

É ela. Ela está a falar comigo!

Para que andar vai? - perguntei eu

Para o nono. Eu também olhe que coincidência

E foi assim que começou uma bela amizade

 

Ricardo Franco

publicado por Odracir às 00:46


MusicPlaylistRingtones

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


arquivos
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.